invisível #1



éramos dois, antes.

só tu
agora

sabes a cor declinada
de quem vê o mundo pela frincha da porta.


30.11.2013
tomas ketil

credo



enquanto houver
uma faca um garfo
um talher desigual
um mapa na parede
uma terra de papel
um beco no espaço
uma lasca de missal
um vulgar infinito
um morto no jornal
o invento do possível
a comida na mesa, o pão
seco e sem sal,
o risco no espelho
o corpo na pele
a sombra no medo
na cada vela da noite
o anjo no castiçal
o coração asceta
um louco normal
que se engana ao contar
o deve, o haver
[ou seja
e dê lá por onde der, enquanto houver]
uma porta mal fechada
uma lâmpada por apagar
um buraco na estrada
um signo sinal
uma curva no corpo
uma pedra animal
na ferida que não sara,
um cão que ladra
no dias sem luar,
[hajam,
que enquanto houver]
o silêncio que acorda
em três vidas por gastar,
a mesa esguia, na sala
onde em tempos houve jantar,
a cortina, a vara
o mau tempo no canal
o serão de papel
na ponta da colher, na colher
nada
[muito cuidado com as lâminas;
as facas doentes não estão afiadas.
ainda assim e enquanto houver]
uma cadeira uma estrela
uma peça de roupa por secar
esquecida no estendal,
um terço que chama
só por chamar, a senhora dos aflitos,
um anjo sem asas
tecido na sombra
ardendo lento, na folha
de papel; uma vez que a luz caligrafia
é ampla, faz mal
[mas ainda assim
 enquanto houver]
um homem uma mulher
o ar o chão, o traço
um borrão de cigarro
um copo de bagaço,
um copo de universo
na palma da mão, a linha
da vida, o vento veneno
[com certeza, vegetal]
a letra, a cera no vidro
rosa, da rosa difícil de arder,
[que arda]
a casa o corpo a letra
o sismo fugaz, passageiro
da voz, do corpo em dia
dito fogo, finito

e finita seja a  voz, que
[dê lá por onde der]
enquanto houver um sinal
uma voz

haverá o poema.


[improviso, sem revisão]

27.11.2013
tomas ketil

vacilo



Como dizer o corpo
em silêncio,
sem vacilar?

Como dizer o corpo
a porta, a cama, a mesa
a claridade
das pedras na mão

a casa suspensa
sem lugar?

Como dizer do silêncio
o fragmento
a breve porção do corpo
escrito

a casa vazia
devagar?


2012.05.16

tomas ketil

# I



enquanto ardem
estão vivas

as naturezas mortas


2013-11-25
tomas ketil